contato@gabrielkehdi.com

Telefone: (11) 99635 0396

Atendimento Grande São Paulo

© 2026 por Gabriel Kehdi 

Terrários

March 1, 2018

Os terrários têm se tornado cada vez mais populares e requerem algumas atenções e cuidados especiais. Você sabe quais são eles?

 Tudo começou com o abacaxi. Isso mesmo. Pouco tempo depois do descobrimento das Américas, a nobreza europeia já estava em polvorosa com os sabores das frutas tropicais. Particularmente um rei inglês no século XVII, que mandou construir estufas em seu palácio para o cultivo do abacaxi.

 

Mas naquela época o transporte e cultivo de plantas tropicais na Europa era uma questão de tentativa e erro, e por pouco mais de 100 anos os jardineiros estavam à mercê da criatividade e da própria sorte. Pensando numa solução para outro problema, Nathaniel Bagshaw Ward inventou uma caixa de vidro para criar mariposas, e percebeu que plantas tropicais prosperavam nesse ambiente. Nesse ambiente hermético de vidro, as plantas transpiravam e a água condensada umedecia a terra que era colocada no fundo da caixa. Esse objeto ficou conhecido como Caixa de Ward e foi muito utilizado para transportar orquídeas das américas para a Europa (Já leu o artigo sobre orquídeas? Clique aqui).

 

Assim surgiram os primeiros terrários. Hoje há diversos tipos e formas, mas todos se resumem, basicamente, em um mini-jardim estabelecido em um recipiente de vidro, aberto ou fechado. A seguir, vamos listar alguns cuidados e observações para se ter um terrário em casa.

 

    1.  Um terrário é um jardim, e precisa de luz.

 

Se a gente pensar que um terrário nada mais é do que um jardim em miniatura, a gente também precisa fornecer luz do sol (direta ou indireta) para que as plantas possam crescer. Já falamos aqui no blog sobre regime de luminosidade, e é uma leitura fundamental. Clique aqui para ler o artigo.

 

 Para cara regime de luz que iremos fornecer aos nossos terrários, há um grupo de plantas adaptadas ou não para esses ambientes. É muito comum encontrar terrários mantidos dentro de casa, na sombra, feito com suculentas. A maioria das suculentas precisam de sol pleno ou meia sombra para crescer bem, e manter um terrário de suculentas na sombra é condenar as plantinhas.

 

Busque por plantas adaptadas à sombra para manter terrários dentro de casa.

 

    2.  Um terrário fechado precisa de plantas adaptadas à umidade elevada.

 

Um outro aspecto importante além da luz para as plantinhas é a adaptação das espécies à umidade elevada, no caso de terrários fechados. Vidros fechados são uma combinação intensa de umidade e nenhuma ventilação. Muitas espécies de plantas não conseguem se adaptar a essas condições e desenvolvem doenças que podem condenar todo o terrário. É preciso selecionar espécies bem adaptadas a ambientes úmidos, sombreados e com baixa ventilação.

 

 

    3. Um terrário precisa de manutenção.

 

a)    Regas

Um terrário fechado pode ficar por longos períodos sem precisar de uma recarga de água. Mesmo assim há muitos terrários fechados que não possuem fechamento hermético e perdem água na forma de vapor ao longo do tempo.

 

Terrários abertos perdem água com muito mais facilidade e necessitam de regas frequentes. Lembre-se que são as espécies de plantas que moram no terrário que irão definir a frequência de regas, e tome sempre o cuidado de não encharcar o térrário. Uma ferramenta ótima para regar terrários é o borrifador, podendo ser o de gatilho ou o de pressão.

 

b)    Podas

Um terrário próspero irá ter plantas felizes. Isso significa muitos ramos e folhas ocupando o espaço do terrário, que é limitado por natureza. Por isso a gente precisa realizar podas para conter o crescimento das nossas plantinhas.

É importante retirar apenas o necessário de ramos e folhas, já que podas drásticas podem prejudicar o crescimento ou mesmo causar a morte das plantas.

 

c)    Adubação

Os terrários possuem quantidade de substrato limitada, por isso a adubações ocasionais são essenciais para garantir o crescimento saudável das plantas. Por ser um jardim em miniatura, a quantidade de adubo também precisa ser bem reduzida, se for químico. Uma alternativa é o uso de adubos foliares, que apresentam uma resposta muito boa por parte das plantinhas.

 

A seguir, uma lista de espécies indicadas para terrários em ambientes sombreados.

 

Fitônia (Fittonia albivenis)

Grama preta (Ophiopogon japonicus)

Mudas de palmeira areca (Dypsis lutescens)

Barba-de-moisés (Soleirolii soleirolia)

Piléia dólar (Pilea nummulariifolia)

Dichondra (Dichondra repens)

 

Para mais referências legais de terrários, siga minha pasta no Pinterest! Clique aqui.

Com essas dicas os seus terrários ficarão ainda mais incríveis!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

POSTS RECENTES

April 25, 2019

April 11, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload