Parques de bolso

September 22, 2017

Não é necessário dispor de grandes áreas verdes para se ter um parque. Espaços de repouso, convivência e lazer podem caber em quase qualquer lugar!

 

  

Tudo começou em Nova Iorque, quando o termo Pocket Park - ou parque de bolso - foi cunhado em 1897. O movimento só ganhou força em 1967 com a criação do Paley Park, idealizado pelo executivo do mundo da arte Thomas Hoving, ex-diretor do Metropolitan Museum.

 

Segundo o comitê de urbanismo do final do século 19, um parque de bolso poderia ser construído em qualquer retalho de terreno, área livre ou vão entre prédios. Para Mr. Hoving, um sonho realizado seria haver um parque de bolso a cada quatro ou cinco quadras, ao ver o potencial da cidade de Nova Iorque com tantos lotes vagos.

 

Segundo matéria da revista The New York Times, "Mr. Hoving reconheceu que eles - os parques de bolso - ofereceram à cidade não apenas "pulmões" e uma redução do barulho, mas oportunidades de ação coletiva pelas comunidades vizinhas, das quais Hoving obteve muita ajuda para destinar a ocupação do terreno. Ele acreditava que o ato comunal de fazer esses espaços de silêncio propiciara harmonia."

 

E não é só nos Estados Unidos que há parques de bolso pela cidade. Claro que isso é apenas um posicionamento conceitual. Graças aos portugueses, nosso urbanismo herdou o conceito de praça, que poderia se encaixar nos moldes de parques de bolso. Infelizmente, nossa relação com praças não é a das melhores. A maioria de nós, inconscientemente, relaciona a imagem de praça a um local mal cuidado, sujo e com mato; sendo que a associação mental com parque é geralmente mais positiva.

 

Em São Paulo há diversos pontos com pequenos espaços destinados aos parques. Na Avenida Paulista há o Parque Mário Covas, uma área verde do tamanho de uma quadra, mas com muita vegetação e área de estar. O Parque Mário Covas foi inaugurado em 2010 e conta com um paisagismo belíssimo projetado pelo arquiteto paisagista André Graziano.

 

 Foto: Fundação Mário Covas

 

Assim como toda área verde, um parque de bolso, mesmo pequeno, precisa de um plano de gerenciamento. É necessário fazer o acompanhamento constante dos elementos vegetais que compõem o jardim (principalmente a sanidade das árvores), da necessidade de manutenção e renovação, limpeza e outros fatores.

 

Que nossas cidades se inspirem e que tenhamos muitos espaços verdes, grande e pequenos, para a nossa qualidade de vida!

 

#paisagismopodesalvaromundo

 

Gabriel Kehdi

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

POSTS RECENTES

February 19, 2020

April 25, 2019

April 11, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

© 2026 por Gabriel Kehdi