© 2026 por Gabriel Kehdi 

Terça de projeto | Áreas difíceis no jardim

February 6, 2018

Hoje a terça de projeto irá apresentar algumas soluções para aquelas áreas complicadas de resolver no jardim. Confira!

 Há pontos no jardim que são realmente muito difíceis de resolver. Ou o local é muito estreito, ou muito seco, ou é muito sombreado de manhã e de tarde, mas recebe sol escaldante do meio dia. O projeto de hoje possui alguns pontos complicados de resolver, mas temos a solução!

 

Para compreendermos as áreas difíceis, vamos já apresentar o projeto:

 A construção é um sobrado, que projeta sombra em parte do terreno. Para visualizar melhor a projeção de sombras, note a posição do norte, na porção inferior do desenho. Isso significa que as laterais da casa, e parte do jardim da frente receberá sombra na maior parte do dia. A insolação principal se localiza nos fundos da casa, na parte da piscina.

 

A piscina, o deck e os pavimentos da área externa já estavam contemplados no projeto arquitetônico, restando apenas o tratamento paisagístico. O corredor do lado direito do desenho (marcado pelo número 8) foi projetado para ser coberto com gramado, mas infelizmente esse ambiente não permite o desenvolvimento de grama, por conta do alto grau de sombreamento. Para manter a proposta de cobertura alternativa do solo e acolher alguma vegetação, foi proposto um caminho de pedrisco palha. Margeando o caminho, foram alocadas samambaias paulistas para deixar a passagem mais aconchegante.

 

A área permeável localizada no lado esquerdo do projeto (marcada pelos números 4 e 5) possui um regime de luz misto, marcado por sombreamento intenso na porção mais próxima da casa, e luz direta do sol no período da tarde na porção mais próxima do pavimento da piscina. A solução para esse local foi dividir a cobertura entre samambaias, na parte sombreada, e SunPatiens na parte ensolarada.

 

A jabuticabeira considerada no projeto será plantada em container de madeira para ter seu crescimento limitado e facilitar manutenção. A forração do container será feita por filodendro xanadu, para aumentar o aproveitamento do espaço.

 

A parte de trás da piscina foi projetada com um maciço de helicônia papagaio e palmitos juçara, por serem palmeiras esguias, cuja estipe (tronco) não possuem muito crescimento em espessura.

 

Por conta dos pontos complicados com alto grau de sombreamento nas áreas gramadas, optou-se pela grama São Carlos, uma espécie brasileira que resiste maiores níveis de sombreamento que outras gramas vendidas comercialmente.

 

Para o jardim da frente, representado na porção inferior do desenho, foram alocadas palmeiras carpentárias, guaimbê, bromélia imperial e bromélia dourada. Foram escolhidas as palmeiras carpentárias por conta do volume compacto de copa, ideal para o tamanho do jardim. Emoldurando a janela da frente da residência e criando estrutura no jardim, foi escolhido o guaimbê. Entre as palmeiras, foram alocadas as bromélias imperiais ao fundo e as bromélias douradas na frente, aumentando a gama de cores do jardim.

 

Para cada ponto específico do jardim existe uma condição a ser trabalhada, e uma espécie ideal para prosperar e deixar o jardim bem estruturado.

 

Jardim tem solução, e essas dicas irão contribuir bastante para que você faça a melhor escolha de espécies para o seu espaço.

 

#paisagismopodesalvaromundo

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

POSTS RECENTES

February 19, 2020

April 25, 2019

April 11, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload